Com algumas semanas, a dieta baseada em plantas traz benefícios para redução do colesterol e da pressão arterial

A qualidade do sono também tem melhorias já no primeiro mês da adoção de refeições plant-based

Os benefícios da transformação de hábitos alimentares são visíveis desde a primeira semana, com a melhoria da disposição, da saciedade e até mesmo dos níveis de açúcar no sangue. No caso da adoção da plant-based diet, ou baseada em plantas, entre a segunda semana e um mês é possível encontrar vantagens em relação ao sono, saúde da pele e na pressão arterial. 

Esse conceito de alimentação valoriza a ingestão de alimentos naturais em detrimento dos ultraprocessados e derivados de animais. Assim, há a priorização do consumo de grãos integrais, hortaliças, legumes e verduras, com mínimo consumo de gorduras e açúcares, além de alimentos de origem animal. Nesse contexto, a partir do oitavo dia da aplicação dessa dieta, quais benefícios podem ser observados? 

Redução nos níveis de colesterol
Com a redução na ingestão de carnes, um dos alimentos básicos da dieta americana, há a melhoria nos níveis de LDL (low-density lipoproteins), conhecido também como “colesterol ruim” já nas primeiras semanas. De acordo com pesquisas publicadas na Nutrition Reviews, vinculada à Universidade de Oxford, em dietas baseadas em plantas os níveis tanto de colesterol total quanto de LDL são mais baixos do que em populações que se alimentam com produtos derivados de animais. 

Diminuição da pressão arterial
Segundo pesquisadores da Universidade de Warwick, a adoção da plant-based diet pode melhorar a pressão arterial desde o primeiro mês. Como essa condição é fator de risco para diversas doenças, com a redução dos seus níveis, há uma diminuição de 14% no risco de derrames e de 9% nos ataques cardíacos.

Uma melhor noite de sono
Com poucas semanas de transformação de hábitos alimentares, acontece uma melhoria na qualidade do sono. Por volta de 50% da população adulta norte-americana sofre com insônia ocasional. Ao consumir uma dieta com maior variedade e quantidade de vegetais, há um aumento do consumo de isoflavona e triptofano, substâncias envolvidas na produção de melatonina, um hormônio do organismo relacionado com a regulação dos ciclos do sono. 

Texto adaptado do artigo: www.bluezones.com/2021/12/10-things-that-will-happen-to-you-in-a-day-week-or-month-when-you-eat-a-whole-food-plant-based-diet

ASSOCIE-SE

Venha fazer parte desta mudança!