Cuidado com os primeiros 1000 dias de uma criança influencia na ocorrência de doenças crônicas

O médico André Laranjeira, durante o IV Congresso Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida, abordou a importância dessa fase inicial da primeira infância

Os primeiros 1000 dias da vida de um indivíduo são de extrema relevância para o seu desenvolvimento e para evitar a ocorrência de doenças crônicas no futuro. Por isso, proporcionar um estilo de vida desde a primeira fase de vida são medidas eficazes e de baixo custo para a prevenção dessas enfermidades, como explicado pelo pediatra e neonatologista André Laranjeira no IV Congresso Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida.

“Existe uma ideia de que a pessoa é saudável até se tornar doente, mas existem doenças que podem se desenvolver se o estilo de vida não está em um contínuo para colher a saúde a longo prazo”, observa o especialista. De acordo com ele, essa concepção se relaciona com a epigenética, em que variações genéticas que não alteram a sequência do DNA acontecem estimuladas pelo ambiente e podem interferir no fenótipo, ou seja, as características visíveis do indivíduo.

Quando existe uma variação genética, ao longo do tempo, o risco de que isso resulte em uma alteração estrutural aumenta com o tempo. Contudo, se há uma intervenção precoce, nos primeiros anos de vida, há uma significativa diminuição desse risco. De acordo com um estudo, a exposição precoce a ambientes que proporcionam uma desnutrição e baixo peso na primeira infância aumentam a probabilidade de doenças na vida adulta, como a depressão.

Desse modo, o cuidado com a família, em especial com os pais da criança, é uma maneira de intervir e prevenir doenças crônicas desde o período pré-natal. Laranjeira também destaca a importância de um atendimento médico humanizado, que disponha um olhar atento sobre a família para encontrar mecanismos multidisciplinares de melhoria daquele ambiente, desde antes do nascimento da criança. Atitudes precoces como essa têm uma plasticidade maior, ou seja, tais mudanças têm melhores resultados para evitar que determinadas alterações se manifestem no indivíduo. “Um dos maiores investimentos que uma nação pode fazer é nos primeiros 1000 dias de uma criança”, conclui o pediatra.

ASSOCIE-SE

Venha fazer parte desta mudança!