“Exercise snacks”: uma prática tão eficaz quanto os treinos tradicionais

Realizar pequenas pausas ao dia para exercícios simples pode ser tão eficaz quanto a atividade física consecutiva

Praticar atividade física por uma ou duas horas seguidas ou pausar ao longo do dia para a realização de exercícios intensos e curtos? Os benefícios de correr, nadar, caminhar ou fazer musculação já está comprovado, mas existem pesquisadores que também estão estudando as vantagens do “exercise snacks”, ou seja, a prática desses exercícios durante períodos menores e distribuídos ao longo do dia, realmente como se fosse uma pausa para o lanche. 

Em um estudo de seis semanas, um grupo de jovens adultos sedentários teve de subir por volta de 60 degraus três vezes ao dia por três semanas, uma atividade considerada de intensidade moderada. Como resultado, a pesquisa concluiu que houve uma melhora na captação de oxigênio. Outro estudo, por sua vez, realizado com mais de 40 mil homens e mulheres de quatro países diferentes, mostrou um risco reduzido de morte precoce com a prática de 30 a 40 minutos de exercício por dia – mas não só. Também evidenciou benefícios a partir de 11 minutos de atividade física, principalmente em pessoas sedentárias. 

De acordo com Martin Gibala, professor da Universidade McMaster Hamilton, no Canadá, e autor do livro “The One-Minute Workout”, o “exercise snacks” produz o estresse do exercício. Assim, mesmo que em breves períodos, o esforço vigoroso pode ativar o organismo de forma similar aos treinos de resistência tradicional, com a vantagem de empregar menos tempo para a sua prática. “A beleza desse tipo de prática é perceber que você não precisa de nenhum equipamento especial, tendo benefícios cardiovasculares e da força muscular de mover o próprio corpo”, explica Gibala. 

Desde o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020, houve uma drástica redução na movimentação diária. De acordo com dados de um aplicativo, houve uma redução de 27% a 50% da prática de caminhada, por exemplo. Por isso, as pequenas pausas para a atividade física são uma forma simples de sair do sedentarismo no cotidiano. Os moradores das Blue Zones, regiões no mundo em que há uma maior longevidade de sua população, são naturais adeptos dessa prática. Em Icária, na Grécia, muitas casas estão localizadas em colinas, assim ao longo do dia, os indivíduos precisam subir escadas. Já na Sardenha, na Itália, os pastores têm o hábito de caminhar até oito quilômetros por dia para cumprir o trabalho no campo. Desse modo, a movimentação do corpo faz parte do cotidiano de maneira natural e simples, sem a necessidade de grandes pausas para praticar exercício físico. 

Texto adaptado do artigo: www.bluezones.com/2021/02/exercise-snacks-may-be-as-good-or-better-than-traditional-workouts 

ASSOCIE-SE

Venha fazer parte desta mudança!