“Green exercise”: a tendência da prática de atividade física ao ar livre

Caminhar, correr, andar de bicicleta ou até mesmo praticar uma aula de ginástica ao ar livre são maneiras de movimentar o corpo e se aproximar da natureza durante o dia

O conceito de “exercício verde”, ou green exercise, popularizou-se recentemente por conta do isolamento social e da impossibilidade de realizar atividades físicas em locais fechados durante as fases mais críticas da pandemia de Covid-19. Essa tendência, intensificada a partir de 2020, pode transformar a maneira de como os exercícios são praticados, sendo priorizadas as atividades ao ar livre, como caminhadas, andar de bicicleta ou realizar ginástica fora de casa. 

O green exercise traz uma lição de adicionar mais exercícios à rotina, sem a necessidade de comprar ferramentas especiais ou até mesmo se matricular em uma academia. Além disso, os exercícios ao ar livre são duplamente benéficos, uma vez que o corpo entra em movimento e também dá uma pausa na rotina para entrar em contato com a natureza. 

De acordo com uma pesquisa publicada em 2013, produzida por pesquisadores da Universidade de Essex, no Reino Unido, praticar atividades físicas ao ar livre melhora a saúde mental, a autoestima e o humor. Também reduz sensações negativas, como tensão, raiva e estresse. O estudo ainda concluiu que esses benefícios estão presentes a partir de cinco minutos de exercício em contato com a natureza. Em outro estudo, desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Chiba, no Japão, em 2010, teve como resultado a diminuição de pressão arterial e do cortisol durante passeios de pelo menos 30 minutos, chamados de “banhos de floresta”, em ambientes com natureza.

Como praticar o green exercise em meio aos centros urbanos?
Nos Estados Unidos, em Nova York, por exemplo, há o aumento dos estúdios ao ar livre. Em Santa Mônica, por sua vez, o boxe à beira-mar e o ciclismo são modalidades adotadas pelos moradores. Cada vez mais, professores de educação física e instrutores estão desenvolvendo aulas em conjunto em parques públicos ou praças em bairros. No entanto, embora essas atividades possam estimular a conexão social, exercitar-se ao ar livre pode ser simples, como caminhar pelas ruas perto de casa. 

Encaixar momentos de green exercise ao longo do dia, como durante o horário do almoço ou após o jantar, por exemplo, auxilia a tornar esse hábito incorporado ao estilo de vida. Passeios de bicicleta, andar de patins ou de skate ou até mesmo praticar alongamentos em um parque próximo são maneiras de se aproximar da natureza, movimentar o corpo e aproveitar a luz do sol.

Texto adaptado do artigo: www.bluezones.com/2021/10/why-outdoor-workouts-may-be-better-for-you 

ASSOCIE-SE

Venha fazer parte desta mudança!