O estresse pode intensificar a pressão alta?

Ao lado da hereditariedade e do estilo de vida, o estresse é um fator que potencializa os efeitos da hipertensão arterial no organismo

A hipertensão arterial é uma doença em que há o aumento da pressão por um extenso período de tempo dentro dos vasos sanguíneos, os quais levam o sangue para todas as partes do organismo. A longo prazo, essa condição traz consequências para o sistema cardiovascular, além de afetar órgãos como o cérebro e os rins. Segundo uma pesquisa realizada pela American Heart Association, houve um aumento de 13% das mortes relacionadas à hipertensão arterial em todo o mundo. Embora existam diversos fatores relacionados com a doença, o estresse é particularmente um ponto de alerta. A combinação da pressão alta com o estresse são responsáveis por cerca de 15% dos casos de infarto.

Fatores genéticos e de estilo de vida estão diretamente conectados com o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Nesse sentido, o estresse realiza uma sobrecarga no corpo. “O estresse aumenta o ritmo cardíaco, acelera a respiração, libera adrenalina, noradrenalina e cortisol, colocando o corpo em estado de alerta. Uma sobrecarga desses hormônios é extremamente prejudicial para a saúde”, explica a endocrinologista Claudia Chang, em entrevista ao Olhar Digital.

Para reduzir os efeitos do estresse, principalmente para a hipertensão arterial, uma série de alterações no estilo de vida podem ser realizadas. A prática de atividade física de forma regular auxilia não só no sistema cardiovascular, como também no respiratório. Evitar o consumo de substâncias tóxicas, como cigarro e bebidas alcoólicas, também são atitudes de prevenção.

Com o decorrer do tempo, o uso do tabaco estimula o estreitamento das artérias; já o álcool está relacionado com a danificação do tecido muscular presente no coração. O cuidado com a saúde emocional é primordial para o controle do estresse. Por isso, promover relacionamentos saudáveis, além de reservar momentos para lazer e descanso, é uma forma de trabalhar esse aspecto da saúde mental – e também reduzir os efeitos da pressão alta potencializados pelo estresse.

Fonte: Olhar Digital (https://olhardigital.com.br/2022/11/08/medicina-e-saude/pressao-alta-e-estresse-combinacao-e-responsavel-por-15-dos-casos-de-infarto)

ASSOCIE-SE

Venha fazer parte desta mudança!